https://sou.ucs.br/revistas/index.php/ricaucs/issue/feed Revista Interdisciplinar de Ciência Aplicada 2022-12-05T00:00:00-03:00 Scheila de Ávila e Silva revista.rica@ucs.br Open Journal Systems <p>A Revista Interdisciplinar de Ciência Aplicada (RICA), abreviada <em>Rev. Interdiscip. Ciênc. Apl.</em>, é um periódico científico semestral e de fluxo contínuo. Contempla um contexto de abordagem transdisciplinar e interdisciplinar.</p> <p>Tem como objetivo ser um meio de comunicação científica voltado ao público acadêmico, com vistas à troca de informações e ao desenvolvimento e maturação científica.</p> <p>A RICA quer servir como um incentivo para jornada dos acadêmicos (graduandos, pós-graduandos) e professores que acreditam poder contribuir com a sociedade, por meio de conhecimentos concretos, análises críticas ou reflexões baseadas na pesquisa científica.</p> https://sou.ucs.br/revistas/index.php/ricaucs/article/view/112 Espaços potenciais-proximais virtuais: relato de experiência educacional em tempos de pandemia da Covid-19 2022-05-05T20:29:31-03:00 Maria Laura Barros da Rocha laurabarrosrocha@gmail.com Luciano Domingues Bueno lucianodbueno@gmail.com Alana Madeiro de Melo Barboza madeiro.alana@gmail.com Kedma Augusto Martiniano Santos kedmaaugusto82@gmail.com Paula Orchiucci Miura paula.miura@ip.ufal.br Adélia Augusta Souto de Oliveira adeliasouto@ip.ufal.br <p>Relatam-se as atividades desenvolvidas em extensão universitária, para o enfrentamento dos desafios do distanciamento físico imposto pela pandemia da Covid-19, com a criação de “Espaços potenciais-proximais virtuais”. Objetivou-se relatar as experiências dos autores na condução do curso “<em>Espaços potenciais-proximais virtuais:</em> <em>relato de experiência educacional em tempos de pandemia da Covid-19 </em>”. Os recursos tecnológicos e virtuais empregados estavam disponíveis e utilizados em pesquisas do grupo, na graduação e pós-graduação. O referido curso buscou estabelecer diálogos entre os referenciais teórico-metodológicos da Psicanálise winnicottiana e da Psicologia vigotskiana que, apesar de suas especificidades, apresentam-se como expoentes no estudo do desenvolvimento humano. Foi desenvolvido por meio de atividades síncronas e assíncronas, que culminaram na elaboração de sínteses interpretativas, em conjunto com discentes e docentes, com níveis de complexidade e aprofundamento do desenvolvimento histórico das proposições conceituais dos dois autores estudados. Resultou na identificação das aproximações de relações potencializadoras oriundas das interações e experiências na Zona de Desenvolvimento Proximal/Iminente vigotskiana e nos espaços/ambientes potenciais winnicottianos; bem como concepções de arte e de criatividade como potencialidades criativas genuínas, sociais e históricas. Além disso, destaca-se o distanciamento de posição de bases epistemológicas com vertente mais social ou mais individual e, por fim, sugerem indagações acerca da possibilidade de articulação entre a concepção winnicottiana da tendência inata vital e potencial ao amadurecimento, e o potencial humano vigotskiano com características históricas e sociais. As repercussões incidem no movimento de articulação de diferentes matrizes de pensamento, rompendo com uma cultura, no campo da Psicologia, de distanciamento entre diferentes vertentes teórico-metodológicas. Por fim, reflete sobre planejamento de estratégias para o enfrentamento e transposição de questões apresentadas pelo cenário pandêmico à manutenção das atividades acadêmicas.</p> 2022-06-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Revista Interdisciplinar de Ciência Aplicada https://sou.ucs.br/revistas/index.php/ricaucs/article/view/115 Ensino Remoto Emergencial na Pandemia: uma Análise a partir da Revisão Bibliométrica de Literatura 2022-04-09T15:35:04-03:00 Tarciana Sampaio tarciana.sampaio@ctec.ufal.br Natallya Levino natallya.levino@feac.ufal.br Ibsen Mateus Bittencourt ibsen@feac.ufal.br Madson Monte madson.monte@feac.ufal.br <p>Este artigo tem como objetivo analisar a adoção do ensino remoto emergencial na Pandemia Covid-19. Para isso, utilizou-se da revisão bibliométrica de literatura, que buscou responder aos seguintes questionamentos, principalmente no âmbito do ensino superior: (Q1) Quais as implicações do uso das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) no ensino remoto emergencial? e (Q2) Como os professores estão lidando com a transição para o ensino remoto emergencial em decorrência da pandemia? Os dados foram coletados em 2(duas) bases de dados: <em>Web of Sicence</em> e <em>Scopus</em>, e o mapeamento desses dados foram feitos através do <em>software VOSviewer</em>. A análise das pesquisas desenvolvidas revelou as dificuldades apresentadas pelos professores durante a transição para o ensino remoto emergencial, que os fizeram adotar atividades mais interativas e apoiadas pela aplicação de algumas metodologias ativas. Como resultado, constatou-se que apesar do despreparo dos professores para o ensino remoto emergencial, eles foram capazes de gerenciar um trabalho de aprendizagem <em>online</em>. E que muitos dos problemas apontados pelos estudiosos no Líbano, Japão e Índia, com relação a transição para o ensino remoto emergencial, aplicam-se às dificuldades enfrentadas no Brasil, considerando as particularidades de cada país e o contexto em que foram desenvolvidas as pesquisas.</p> 2022-05-15T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Revista Interdisciplinar de Ciência Aplicada https://sou.ucs.br/revistas/index.php/ricaucs/article/view/116 Saúde mental em psicólogos que atuam em hospitais durante a pandemia de Covid-19 2022-04-09T12:01:02-03:00 Gabrielle Machado Nunes gabymachado1367@gmail.com Ana Flávia Soares Conceição anasoares.psicologia@gmail.com <p>De natureza qualitativa e quantitativa, esse estudo buscou compreender e analisar as repercussões da pandemia da COVID-19 na saúde mental de psicólogos (as) hospitalares, por meio da aplicação de dois instrumentos: Escala de Avaliação de Ansiedade de Hamilton (HAM-A) e um questionário confeccionado única e exclusivamente para esta pesquisa, aplicados através de um formulário online. O processo de descrição dos dados ocorreu por meio do programa estatístico SPSS (Statistical Package for the Social Science) e da combinação entre os dados qualitativos e quantitativos coletados. Este estudo contou com a participação voluntária de cinco psicólogos hospitalares atuantes na linha de frente do enfrentamento a COVID-19, identificadas por participantes A, B, C, D e E. Os resultados obtidos apontam para uma literatura escassa no que tange pesquisas voltadas à saúde mental de psicólogos hospitalares. Além disso, a saúde mental destes profissionais também foi afetada de modo negativo, levando os participantes a adotarem diferentes estratégias de adaptação e enfrentamento.</p> 2022-06-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Revista Interdisciplinar de Ciência Aplicada https://sou.ucs.br/revistas/index.php/ricaucs/article/view/117 Liderança altruísta e desempenho no trabalho: uma perspectiva evolutiva Darwiniana 2022-04-15T21:48:20-03:00 Ned Kock nedkock@gmail.com Milton Mayfield mmayfield@tamiu.edu Jacqueline Mayfield jmayfield@tamiu.edu <p>Este artigo apresenta uma teoria de liderança altruísta baseada em conceitos evolutivos. A teoria propõe que os processos naturais selecionam comportamentos egoístas e que esses comportamentos egoístas continuam na humanidade moderna. No entanto, enquanto essas tendências egoístas forneceram traços positivos de sobrevivência entre as populações ancestrais, elas induzem traços comportamentais negativos nos tempos modernos na maioria das situações organizacionais. Argumentamos que o comportamento altruísta – colocar as necessidades dos seguidores antes das próprias – provoca aumentos no desempenho do seguidor, aumentando seu comprometimento e satisfação no trabalho. No entanto, parece que as mesmas forças que levaram à disseminação de traços de liderança egoístas entre os humanos ancestrais também inibem a disseminação de traços de liderança altruísta hoje. Como tal, podemos esperar que poucos líderes naturalmente altruístas estejam disponíveis, e também podemos esperar que as organizações devam nutrir tais comportamentos para desenvolver líderes altruístas treinados. Esses líderes altruístas treinados podem ter vantagens se puderem recorrer ao treinamento para se comportar de forma altruísta com os seguidores e de forma egoísta para lidar com a competição externa. Desenvolvemos essas ideias apresentando mecanismos de como os traços de liderança egoístas se desenvolveram e se espalharam pelos humanos ancestrais, qual o papel do altruísmo na melhoria dos resultados dos seguidores e sugestões para o desenvolvimento teórico futuro.</p> 2022-05-05T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Revista Interdisciplinar de Ciência Aplicada https://sou.ucs.br/revistas/index.php/ricaucs/article/view/118 A infodemia dentro da pandemia: conhecimento sobre a COVID-19 na região metropolitana de Salvador/BA 2022-04-26T10:41:22-03:00 Vitor Queiroz de Castro Souza vitorqcs@ufba.br Cássio Augusto Estrela Morbeck cmorbeck@ufba.br Thiago da Silva Faria fariathiagoo@gmail.com Bruno Gil de Carvalho Lima brunogil@ufba.br Lourianne Nascimento Cavalcante lourianne@gmail.com <p>Durante a pandemia da COVID-19, a população foi tomada por quantidade significativa de <em>fake news</em>, as quais divulgam a ineficiência dos meios de prevenção já validados pelos especialistas, como o isolamento social. Dessa forma, este trabalho buscou observar o grau de informação da população da região metropolitana de Salvador - BA acerca da COVID-19. Foi aplicado um questionário online com 25 questões sobre as principais características inerentes à doença, e as pontuações obtidas pelos participantes foram classificadas em baixo, médio e alto nível de informação. A amostra foi composta predominantemente de indivíduos soteropolitanos, do sexo feminino e com alto grau de instrução. Observou-se uma maior taxa de erros e respostas marcadas como “não sei” no bloco de questões sobre informações gerais sobre o coronavírus. Foi visto, então, que a população do estudo apresentou um conhecimento satisfatório a respeito dos principais aspectos da pandemia de COVID-19. Porém, mesmo em uma amostra com alta escolaridade, muitos indivíduos não conseguiram discernir a veracidade das informações.</p> 2022-06-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Revista Interdisciplinar de Ciência Aplicada https://sou.ucs.br/revistas/index.php/ricaucs/article/view/119 Resultados de uma série de casos de pacientes com hidradenite supurativa em uso de adalimumabe durante a pandemia da COVID-19 em Salvador, Bahia, Brasil 2022-06-02T13:40:04-03:00 Cassio Augusto Estrela Morbeck cmorbeck@ufba.br Luíse Ribeiro Daltro luisedaltro@gmail.com Vitória Regina Pedreira de Almeida Rêgo vicpedreira@hotmail.com <p><strong>Introdução</strong>: A hidradenite supurativa (HS) é uma doença cutânea inflamatória de grande impacto na qualidade de vida dos pacientes, sendo o Adalimumabe um dos principais tratamentos disponíveis. Porém, pouco ainda se sabe da segurança de seu uso durante a pandemia da COVID-19. <strong>Objetivos</strong>: Descrever a frequência de sintomas relacionados à COVID-19 em pacientes tratados para HS com Adalimumabe, a adesão às medidas de prevenção e higiene e o impacto da HS na qualidade de vida através do <em>Dermatology Life Quality Index</em> (DLQI). <strong>Métodos</strong>: Série de casos prospectiva com seis pacientes com HS atendidos no HUPES-UFBA e tratados com Adalimumabe. Realizaram-se entrevistas telefônicas quinzenais (ago/20 – jan/21) obtendo dados demográficos e ocorrência de sintomas, adesão às medidas de prevenção contra o coronavírus e coronavírus e, na primeira e última entrevista, calculado o escore DLQI que indica alto impacto na qualidade de vida quando maior que 10. <strong>Resultados</strong>: Seis pacientes concordaram em participar do estudo. As principais queixas possivelmente associadas à COVID-19 foram respiratórias (24,6 %) e musculoesqueléticas (23,3 %); taquicardia (28,0 %) foi o principal sintoma relacionado ao uso do Adalimumabe. A mediana inicial do DLQI foi 16 (3-28) e sua redução variou entre os participantes (5,6 % - 100,0 %). Também foi observada uma boa adesão às medidas de prevenção contra a COVID-19, mas, apesar disso, houve 1 óbito associado ao COVID e 1 perda de seguimento do estudo e ambulatorial por causa desconhecida. <strong>Conclusões</strong>: O Adalimumabe é um imunobiológico da classe dos Anti-TNFs, que sabidamente está associado a maior risco de infecções em geral. A dose utilizada no tratamento da HS é maior do que a utilizada para outras patologias como psoríase e artrite reumatoide. Neste estudo, apesar da adesão às medidas de prevenção e à melhora do DLQI, o óbito associado a COVID e a perda de seguimento por desaparecimento representam um alerta sobre a segurança da medicação, sobretudo em pacientes não vacinados. Estudos maiores são necessários para afirmar se há relação de causalidade. </p> 2022-06-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Revista Interdisciplinar de Ciência Aplicada https://sou.ucs.br/revistas/index.php/ricaucs/article/view/132 Características do Rótulo Ambiental e suas Implicações para a Sustentabilidade Práticas de Mercado Rumo a uma Economia Circular 2022-08-22T12:48:41-03:00 Karolina Crespi Gomes karolcrespi@gmail.com Gabriela Marcon Nora gabriela@almeidamarcon.com Cristiana Rennó D'Oliveira Andrade cristianarennodoliveiraandrade@gmail.com Anete Alberton anete@univali.br Franciane Reinert Lyra francianel@univali.br <p>A gestão de resíduos passou por muitas mudanças desde o final do século 20, portanto, os produtos verdes têm ganhado cada vez mais atenção. Este trabalho tem como objetivo compreender a associação entre o uso de rótulos para comunicar uma imagem sustentável pelo marketing verde e seu impacto na percepção do consumidor. Foi realizada pesquisa qualitativa, de natureza teórica e empírica. A análise da relação entre a comunicação do marketing verde, voltada para a economia circular, pela perspectiva da rotulagem ambiental é a principal contribuição para a área de pesquisa. Em seguida, foi utilizada uma amostra de 60 embalagens de produtos em 15 segmentos e 50 marcas diferentes. Constata-se que a forma como o fabricante busca comunicar sobre o potencial de reutilização ou reciclagem do material utilizado na embalagem pode gerar dúvida no consumidor. Os resultados demonstram que nenhuma simbologia padrão é usada na rotulagem ambiental. As decisões de compra seriam influenciadas por informações sobre aspectos ambientais ou éticos dos produtos. Estudar como a indústria rotula seus produtos e os oferece ao consumidor certamente é uma forma de entender o grau de maturidade e o quanto se pode avançar em termos de consumo e produção sustentável. Ainda há uma baixa relação entre as teorias exploradas e seu uso efetivo na rotulagem ambiental, por isso sugere-se aprofundar essa lacuna em trabalhos futuros. Embora existam pesquisas sobre rotulagem ambiental, poucas buscam identificar em campo como os conceitos e normas têm sido efetivamente aplicados. Este estudo demonstra que ainda é necessário avançar tanto no entendimento do consumidor sobre o que os rótulos dizem, quanto nos aspectos de padronização dos rótulos pela indústria.</p> 2022-08-23T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Revista Interdisciplinar de Ciência Aplicada https://sou.ucs.br/revistas/index.php/ricaucs/article/view/122 Educação na pandemia: um direito de todos 2022-06-01T19:00:56-03:00 Tauana Cherutti tauanacherutti@hotmail.com Dinora Zucchetti dinora@feevale.br <p>O presente texto aborda os conceitos que permeiam o processo da aprendizagem durante o período de fechamento das escolas em virtude da pandemia da Covid-19. Portanto, a investigação objetiva-se compreender a educação como um direito humano essencial e garatido pela legislação brasileira vinculando-se com os cenários vivenciados por estudantes em situação de vulnerabilidade social para a continuidade do ensino de maneira remota. Trata-se de um levantamento bibliográfico, a partir de autores, pesquisas e dados científicos que evidenciam a relevância de uma educação para todos, de forma gratuita, acessível, pública e de responsabilidade do Estado, essencialmente durante o contexto vivenciado. Tendo em vista tais aspectos, é possível constatar que existem inúmeras consequências ocasionadas devido ao prolongamento do fechamento das escolas durante grande parte dos anos letivos de 2020 e 2021, em que destacam-se: interrupção do estudo e da alimentação, pais sem preparação e conhecimento para auxiliar os filhos, aumento na evasão escolar e do isolamento social e na lacuna na assistência às crianças. Por fim, é possível constatar que muitos sujeitos não tiveram acesso aos meios tecnológicos para permanecer estudando durante as aulas remotas emergenciais, na qual, assim resultou na violação dos direitos à educação.</p> 2022-07-07T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Revista Interdisciplinar de Ciência Aplicada